Criadores De “South Park” Trey Parker E Matt Stone Foram Chamados De “Covardes” Pela Liga Católica

ClubeCinedezembro 13, 2018

South Park foi longe sobre o escândalo que abalou a Igreja Católica. Seu último episódio – intitulado “Um menino e um padre”, que foi ao ar na noite de quarta-feira – abordou o encobrimento institucional da instituição de abuso sexual infantil, que remonta a décadas. Era inevitável que atraísse a ira da famigerada Liga Católica por Direitos Religiosos e Direitos Civis, que há muito tempo se lançou sobre qualquer filme, programa de TV, música, pintura, o que você, de alguma forma, descreve a Igreja em um negativo ou com crítica. Mas mesmo para eles, a queixa deles dessa vez era bem esquisita.

 

O episódio centrado em torno de Butters eternamente inocentes, que todos na cidade assumem estar sendo abusado pelo padre católico local Padre Maxi. Ele não é, mas isso não impede a Igreja de enviar uma equipe de limpeza para apagar qualquer evidência e levar Maxi para outra igreja.

A Liga Católica não se opôs a South Park em atacar que viu a opinião pública se voltar contra a Igreja. Nem sequer se opõe aos criadores Trey Parker e Matt Stone, descrevendo a instituição, com precisão, tentando encobrir os crimes em vez de punir os malfeitores. Na verdade, aqui está a declaração completa deles:

“O episódio de 3 de outubro de South Park , intitulado “Um menino e um padre”, retratou molestar padres como pedófilos. Isso é factualmente impreciso: quase todos os molestadores – oito em dez – têm sido homossexuais. Portanto, os personagens vítimas de desenhos animados deveriam ter sido descritos como adolescentes, não como crianças.
Em Hollywood, os criadores de South Park , Trey Parker e Matt Stone, são vistos como corajosos. Eles são realmente covardes. É preciso coragem para dizer a verdade.”

É isso aí. Como a maioria dos abusos sexuais envolvia adolescentes, Parker e Stone deveriam ter feito com que Maxi não abusasse de um garoto mais velho do que Butters. OK?

A Liga Católica é basicamente uma pessoa: um sujeito furioso chamado William Donahue, que participa de programas da rede de notícias 24 horas por dia, 7 dias por semana, e grita sobre a intolerância anticatólica, muitas vezes fazendo comentários sexistas, homofóbicos e até mesmo anti-semitas. Alguns dos filmes e shows e pessoas que ele frequentou incluem Kevin Smith’s Dogma , o filme infantil The Golden Compass , “One of Us” de Joan Osborne (cujo coro perguntou “E se Deus fosse um de nós?”), E Kathy Griffin, que uma vez aceitou um Emmy dizendo : “Chupe, Jesus, esse prêmio é meu deus agora.”

Um filme que Donohue gostou foi A paixão de Cristo , de Mel Gibson , que o levou a dizer : “Hollywood é controlada por judeus seculares que odeiam o cristianismo em geral e o catolicismo em particular. Não é um segredo, ok? E eu não tenho medo de dizer isso. ”Verdadeiramente um cara divertido e inteligente.

ATENÇÃO, O TEXTO FOI TRADUZIDO PARA NOSSA LÍNGUA PELO EXCELENTE GOOGLE TRADUGAY

Categorias
Close